Pensamento do dia

Se um dia os meus críticos morrerem, então, eu mesmo já terei morrido.

Marcos Arthur Escrito por:

Inquieto. Curioso. Companheiro da Marina e pai do Otto. Ultramaratonista. Facilitador de aprendizagem. Sócio-fundador na 42formas. Escritor amador. Eterno aprendiz.

2 Comentários

  1. 12/04/2012
    Responder

    É a versão bem mais elaborada e filosófica do popular “falem mal, mas falem de mim.”.

  2. luiza cavalcanti
    12/04/2012
    Responder

    Vida longa aos críticos!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *