A poesia sempre jaz nos corações daqueles que amam, ainda que nunca seja dita ou escrita. E ainda que amar não se direcione ao outro, mas a algo que vale amar. Como a vida.

Marcos Arthur Escrito por:

Inquieto. Curioso. Companheiro da Marina e pai do Otto. Ultramaratonista. Facilitador de aprendizagem. Sócio-fundador na 42formas. Escritor amador. Eterno aprendiz.

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *